CRIAÇÕES

MACIÇO

Nova Criação

estórias em corpo vivo esculpidas por gentes.

Apoios:

Processo criativo

Créditos – Ricardo Graça, Jornal de Leiria

Teasers

VIVO

Inesgotável fonte de vida. Nada é estático  tudo evolui, a capacidade de transformação é inerente a tudo o que está vivo. O corpo integra e reflete diferentes estados, em simultâneo e distintos a cada segundo. 

VIVO surge das vivências interpessoais de cada ser ao longo de um tempo sem conceito. O extraordinariamente improvável. Em ritmo e batimentos singulares. Em uno, em coletivo vivo.

Apoios:

Espetáculo

Processo criativo

Créditos: Rute Violante e Cristiano Justino

Teasers

EQUINOSSO

fragmentos poéticos

equinosso

Equinosso é um convite à leitura poética da dimensão do corpo, do tempo e do espaço. Partindo do dia em que a luz tem duração semelhante ao escuro esta peça é um convite a viver o equinócio segundo uma perspetiva particular, a de cada um. No espaço nada e depois tudo, pés, corpos, sapatos, pessoas, vida. Por entre linhas desajustadas, fragmentadas e por vezes não normativas, os poetas do corpo escrevem o seu percurso e reinventam espaços e novos tempos onde podem ser, fazer e acontecer. A primavera reinventa-se na certeza que sempre depois do inverno vem a primavera.

Deveremos olhar para a vida como um fabuloso livro de poemas que poderemos escolher a sua ordem de leitura para a construção da experiência individual e personalizada, assim é Equinosso, um desafio poético construído de fragmentos que cada um poderá criar a sua ordem.
Peça para sete intérpretes, peça na multidão de vida, de tempo, de espaço e de esperança.

Apoios:

Espetáculo

Créditos: Licínio Florêncio

Teaser

CONVITES

CICLOS

‘It is time to remember
It is our responsibility to see beyond
To Manifest Change
To Embody our Truth’

CICLOS é uma peça provocativa, um solo que explora a sensualidade e feminilidade, força e coragem de ser Mulher. Expõe a dualidade de Ser e a necessária ciclicidade para a evolução. Procura resgatar através do movimento a sabedoria ancestral. Elucidar a necessária inclusão individual e coletiva Uma peça que dança em corpo e em vídeo projeção. Um projecto de vídeo criado com os bailarinos da CORPO Companhia Dança Inclusiva. Um processo criativo de investigação num espaço exterior, explorando e questionando em comunhão com a natureza, o que é ser humano, origem e totalidade de ser. Todos os efeitos visuais trazem uma organicidade para o palco, sendo retirados a partir das gravações desse mesmo espaço e seus elementos naturais. Peça de 9 min, que envolve o seu público numa viagem poderosa e mística.

Coreografia e interpretação / Rute Vitorino
Projeto Vídeo-projeção / Co-criação bailarinos CORPO Companhia Dança
Música / Estas Tonne, Zola Dubnikova;; Rhythm Scott

Estreia Julho 2022, Laois Dance Platform, Irelanda

Espetáculo

Créditos: Terry Conroy

corpo . palavra . liberdade

O corpo, a palavra e a liberdade são o mote para um espetáculo de música, poesia e dança com a duração aproximada de 30 minutos. A ausência de liberdade leva o corpo a lutar com as palavras e as palavras a procurarem um lugar através do corpo. O caos transversal entre os elementos cria desconforto e estimula um olhar atento, uma escuta ativa, um pensamento livre, além das palavras, além dos corpos, no lugar exato onde mora a poesia.

Este espetáculo pretende ser um lugar de diálogo íntimo com o público, despertando e agitando consciências para a dificuldade em viver a liberdade em pleno, tanto para pessoas com, como sem, diversidade funcional, sendo esta performance por si só um grito poético de liberdade.

Performance a convite do RONDA Leiria Poetry Festival 2022 eda Luz Clandestina, coletivo
de poesia. Colaboração multidisciplinar, unindo a arte da poesia, dança e música.


Apoio Câmara Municipal de Leiria.
Co-criação e interpretação :
Poesia / Luz Candestina
Arte performativa / CORPO Companhia Dança
Voz, guitarra e saxofone / Mateus Carvalho
Piano / Carlos Correia

Apoios:

Espetáculo

Scroll to Top